logo pc assessoria digital

O surgimento do termo “spam” para descrever mensagens de e-mail indesejadas

Introdução

O envio de mensagens de e-mail não solicitadas, também conhecidas como spam, é um problema que afeta usuários de e-mail há décadas. Embora o termo “spam” seja agora amplamente utilizado para descrever essas mensagens indesejadas, poucas pessoas sabem como o termo surgiu. Na verdade, o termo “spam” foi originalmente cunhado em 1994 por dois advogados de direitos civis que estavam enfrentando uma inundação diária de e-mails indesejados em suas caixas de entrada.

A origem do termo “spam”

Em 1994, os advogados de direitos civis Laurence Canter e Martha Siegel publicaram uma mensagem de e-mail em larga escala anunciando seus serviços de direito imobiliário. Eles enviaram a mensagem para milhares de grupos de discussão na internet, inundando as caixas de entrada de muitas pessoas com seu anúncio. A mensagem de Canter e Siegel foi amplamente criticada como spam e muitas pessoas responderam negativamente à invasão de suas caixas de entrada.

Foi nesse momento que o termo “spam” começou a ser usado para descrever mensagens de e-mail indesejadas. A analogia veio de uma cena do programa de televisão Monty Python’s Flying Circus, na qual um grupo de vikings canta uma música incessantemente repetindo a palavra “spam” para abafar as outras conversas ao redor. Assim como o canto dos vikings, o envio em massa de mensagens de e-mail sem consentimento estava abafando as mensagens legítimas de outras pessoas, daí a comparação.

A evolução do termo “spam”

Desde o surgimento do termo “spam” em 1994, a palavra foi adotada e amplamente utilizada em todo o mundo para descrever mensagens de e-mail indesejadas. O termo também se expandiu para incluir mensagens de texto não solicitadas, bem como outros tipos de comunicação em massa não solicitada.

À medida que o spam continuou a ser um problema crescente na internet, surgiram diversas leis e regulamentos em todo o mundo para tentar controlar o envio de mensagens não solicitadas. Em 2003, por exemplo, a Lei CAN-SPAM foi aprovada nos Estados Unidos, estabelecendo requisitos para o envio de e-mails comerciais e penalidades para violações.

Visite nosso blog

Impacto do spam

O spam é um problema que pode afetar a produtividade e a segurança dos usuários de e-mail. As mensagens de spam podem abarrotar a caixa de entrada do usuário, dificultando a localização de mensagens legítimas. Além disso, as mensagens de spam podem conter links para sites maliciosos ou anexos infectados por vírus, o que pode colocar em risco a segurança do computador do usuário e a privacidade dos seus dados.

O spam também pode ter impactos financeiros, já que muitas vezes essas mensagens são usadas para promover golpes ou vender produtos fraudulentos. Os usuários que caem nesses golpes podem perder dinheiro, fornecer informações pessoais ou financeiras para criminosos ou até mesmo ter seus computadores ou redes infectados com malware.

Além disso, o envio de spam pode prejudicar a reputação e a credibilidade de empresas que enviam e-mails legítimos. Se a caixa de entrada de um usuário é inundada com mensagens de spam de uma determinada empresa, é mais provável que o usuário exclua ou ignore mensagens legítimas dessa empresa no futuro.

Como lidar com o spam

Existem diversas medidas que os usuários podem tomar para lidar com o spam em suas caixas de entrada. Algumas dicas úteis incluem:

Use um filtro de spam: muitos serviços de e-mail têm um filtro de spam que pode ajudar a separar mensagens legítimas de mensagens indesejadas. Certifique-se de verificar regularmente a pasta de spam para garantir que mensagens legítimas não sejam excluídas acidentalmente.

Não responda: responder a mensagens de spam pode confirmar para o remetente que o seu endereço de e-mail está ativo e aumentar o volume de spam que você recebe. Portanto, a melhor abordagem é simplesmente excluir as mensagens de spam sem responder.

Não clique em links: mensagens de spam podem conter links para sites maliciosos ou infectados com malware. Portanto, é importante não clicar em links em mensagens de spam, especialmente se elas parecem suspeitas ou não solicitadas.

Use um endereço de e-mail descartável: para evitar receber spam em seu endereço de e-mail principal, os usuários podem considerar a criação de um endereço de e-mail descartável para uso em sites que exigem um endereço de e-mail para registro.

Use um software antivírus: um software antivírus pode ajudar a detectar e bloquear mensagens de spam que contêm malware ou links maliciosos.

Perguntas frequentes sobre spam

Perguntas frequentes sobre spam
Perguntas frequentes sobre spam

Q: O spam é ilegal?
A: Em muitos países, o envio de spam é ilegal e pode resultar em penalidades ou multas. No entanto, as leis e regulamentos variam de país para país.

Q: Como os spammers obtêm meu endereço de e-mail?
A: Os spammers podem obter endereços de e-mail de várias maneiras, incluindo comprando listas de e-mails roubados, usando software de rastreamento de e-mail ou usando técnicas de engenharia social para obter informações de contato de usuários desavisados.

Q: Como posso denunciar mensagens de spam?
A: A maioria dos serviços de e-mail tem uma opção de denúncia de spam. Se você receber uma mensagem de spam, basta denunciá-la para o provedor de e-mail ou serviço que você está usando.

Conclusão

Em resumo, o termo “spam” para descrever mensagens de e-mail indesejadas surgiu em 1994, quando dois advogados de direitos civis usaram a palavra para descrever a inundação de e-mails que recebiam diariamente. Desde então, o spam se tornou um grande problema para usuários de e-mail em todo o mundo, com impactos financeiros, de privacidade e de segurança.

Felizmente, há medidas que os usuários podem tomar para lidar com o spam em suas caixas de entrada, incluindo o uso de filtros de spam, a não resposta às mensagens de spam e o não clique em links suspeitos. Além disso, as empresas que enviam e-mails legítimos devem tomar medidas para garantir que seus e-mails não sejam confundidos com spam, o que pode prejudicar sua reputação e credibilidade.

Embora o spam continue sendo um problema persistente, a conscientização dos usuários e a implementação de soluções tecnológicas eficazes podem ajudar a minimizar seus impactos. Combinados com a aplicação rigorosa da lei e a colaboração entre empresas, governos e usuários, podemos continuar avançando na luta contra o spam.

Visite nosso blog

preencha

Fale agora com nossos especialistas!

marcos roberto

5/5

Marcos Roberto

Especialista em Marketing Digital

5 Anos de Experiência

Share the Post: